• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Igreja bracarense disse que aceita com enorme boa vontade apenas 200 mil euros pelos terrenos onde esta o Bairro do Picoto

15/04/2019 00:02

A Arquidiocese de Braga veio este fim de semana esclarecer que tanto o anterior presidente da Câmara de Braga como actual validaram a pertença à igreja dos terrenos onde está instalado o Bairro Social do Picoto.

Em comunicado subscrito pelo vigário geral e coordenador da Cúria, cónego José Paulo Abreu, é explicado o contorno do negócio que envolveu a permuta de terrenos que nunca se veio a concretizar e que agora impossibilita a autarquia de intervir ou apresentar qualquer candidatura para obras naquele complexo habitacional.

O comunicado recorda que para compensar a Igreja do dano sofrido coma usurpação da construção do bairro do Picoto a Câmara concordou por permuta, ceder à Arquidiocese o chamado ‘Campo de Futebol’ criado na altura da construção do Bairro Nogueira da Silva.

Ambos os terrenos foram sujeitos a peritagem e avaliados por uma Comissão de Peritos, os quais atribuíram ao Bairro o valor de 472.690 euros e ao campo de futebol 438.660 euros.

Dizendo-se prejudicada pelos valores da Comissão de Peritos a Arquidiocese predispôs-se à troca... mas esta nunca chegou a concretizar-se, acrescenta a Igreja,recordando que o campo de futebol deu lugar a uma rotunda e alargamento de estradas, o que inviabilizou a possível permuta”.

Finalmente no comunicado assinado pelo Cónego Jose Paulo Abreu a arquidiocese adianta que para pôr fim a questiúnculas e sensível à sorte de quem habita no Bairro do Picoto , aceitou uma compensação de 200.000 euros, com assinalável prejuízo para os cofres da igreja bracarense, mas com enorme boa vontade.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting