• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Correntes d’Escritas junta 140 escritores na Póvoa de Varzim para celebrar 20 anos

31/01/2019 14:17

O encontro literário Correntes d’Escritas celebra 20 anos no próximo mês, na Póvoa de Varzim, com aquela que designa da “maior edição de sempre”, que vai contar com 140 escritores de 20 países, anunciou hoje a Câmara Municipal.

A 20.ª edição do Correntes d’Escritas vai receber dois chefes de Estado no primeiro dia, em 19 de fevereiro: o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, vai dirigir a cerimónia de abertura, quando são anunciados os prémios literários de 2019, enquanto o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, vai proferir a conferência inaugural, sobre “As letras da língua e a mobilidade dos criadores na CPLP”.

Entre os convidados da edição que se vai realizar de 16 a 27 de fevereiro, vai estar um prémio Cervantes, o nicaraguense Sergio Ramírez, prestes a lançar “Já ninguém chora por mim” em Portugal, três prémios Camões (Arménio Vieira, Germano Almeida e Hélia Correia) e cinco prémios literários Casino da Póvoa (Lídia Jorge, Ana Luísa Amaral, Manuel Jorge Marmelo, Juan Gabriel Vásquez, para além de Hélia Correia).

“Dezanove edições depois [do começo], o Correntes d’Escritas é também herança, memória, inspiração e modelo para os tantos festivais literários que se lhe seguiram, de norte a sul do país e ilhas. Esta constelação de encontros literários é na realidade o maior tributo que pode ser prestado ao Correntes d’Escritas e prova de que a sua história é pó de estrelas que deixa lastro”, afirma a introdução do programa da 20.ª edição.

No Cine-Teatro Garrett, no centro da Póvoa de Varzim, a primeira mesa vai contar com o antigo ministro Guilherme d’Oliveira Martins e com o jornalista José Carlos de Vasconcelos, seguindo-se uma sessão sob o tema “E livres habitamos a substância do tempo”, com a participação de Ana Paula Tavares, Filipa Leal, Germano Almeida, Helder Macedo, Juan Gabriel Vásquez e Lídia Jorge.

Ao longo dos dias seguintes aquele espaço da Póvoa de Varzim vai ainda receber nomes como o presidente do conselho de administração da Impresa, Francisco Pinto Balsemão, a mais recente vencedora do prémio Vergílio Ferreira, Nélida Piñon, o galardoado com o prémio Leya de 2018, Itamar Vieira Junior, o espanhol Manuel Vilas ou a cantora Aldina Duarte.

O Correntes d’Escritas vai também acolher lançamentos de livros, concertos e exposições, além de programar visitas a escolas por vários dos autores participantes.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting