• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Jerónimo de sousa garante que não desiste de salário mínimo em 650 euros

09/11/2018 00:42

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, garantiu na quinta-feira que não vai desistir do aumento do salário mínimo nacional para 650 euros no próximo ano.


O líder comunista frisou que o PCP vai continuar a lutar pela valorização geral dos salários, incluindo a fixação do salário mínimo nacional em “650 euros em 1 de janeiro de 2019”.


O secretário-geral comunista defendeu, também, que os dados estatísticos da atualidade mostram como as teorias do Governo PSD e CDS estavam erradas e que não era preciso exploração e empobrecimento.


Para Jerónimo de Sousa, “o caminho da valorização dos salários é bom para a economia, é bom para o país e é bom para os trabalhadores”.