• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Presidente do Braga estranha reprimenda ao VAR do jogo com o Rio Ave

10/10/2018 15:02

O presidente do Sporting de Braga, António Salvador, disse hoje esperar que o videoárbitro (VAR) do jogo com o Rio Ave não tenha sido repreendido pelo facto de os bracarenses liderarem a Liga de futebol.

“Espero que não seja uma coincidência. Houve outros penáltis por marcar em outros jogos, como no jogo com o Aves. Houve golos marcados ao longo das jornadas, como o do Guimarães em Portimão, que foi ilegal. Houve lances para expulsão, como os do Cervi, Ruben Dias ou Filipe. E não houve reprimendas”, disse Salvador, em Coimbra, à entrada para a cimeira de presidentes.

A comunicação social desportiva noticiou que Bruno Paixão, VAR no encontro entre o Braga e o Rio Ave (1-1), tinha sido repreendido por não ter assinalado uma eventual grande penalidade a penalizar os bracarenses perto do final do jogo.

O presidente do Sporting de Braga, que disse que estará “atento” a futuras reprimendas em situações semelhantes, esclareceu ainda que o clube vai recorrer dos dois jogos de suspensão aplicados a Wilson Eduardo.

Sobre a convocatória de Fernando Santos para os dois próximos jogos da seleção, António Salvador garantiu respeitar as escolhas do selecionador, mas sublinhou que Ricardo Horta merecia ser chamado.

“Os jogadores do Braga serão chamados no futuro e não será por favor. A nossa equipa principal, líder [da Liga, em igualdade pontual com o Benfica), joga sempre com sete ou oito portugueses e isso diz da nossa qualidade”, argumentou.