• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Táxis: Associações do setor recebidas na segunda-feira na Presidência da República

20/09/2018 16:02

As associações que representam os taxistas, que estão pelo segundo dia consecutivo em protesto contra a entrada em vigor da lei das plataformas eletrónicas, vão ser recebidas na segunda-feira no Palácio de Belém, disse hoje fonte da Presidência.

Fonte da Presidência da República disse hoje à tarde à Lusa que as associações que representam os taxistas serão recebidas na próxima segunda-feira, dia 24, no Palácio de Belém, em Lisboa.

Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa estará em Nova Iorque para participar no debate da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

Hoje, ao final da manhã, à saída de uma conferência internacional sobre oceanos, que decorre em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa voltou a ser interrogado sobre o protesto dos taxistas contra a nova lei das plataformas eletrónicas e reiterou que a questão está “nas mãos da Assembleia da República”.

Por esse motivo, o Presidente da República considerou naturais protestos como os dos taxistas e dos enfermeiros, dizendo que “o que seria estranho” era que vários setores não se manifestassem a um mês da apresentação do Orçamento do Estado.

“A Presidência da República sempre recebeu e sempre receberá, nomeadamente os representantes sindicais dos taxistas. Mas, já tive ocasião de dizer que a questão está nas mãos da Assembleia da República”, afirmou.

O chefe de Estado disse aguardar a posição dos partidos e do Governo, depois de ter “havido manifestação de vontade de alguns grupos parlamentares reverem, repensarem ou reajustarem a lei ou de a completarem”, salientando que “a nova lei dos táxis ficou de ser completada” com a entrada em vigor da legislação sobre as plataformas eletrónicas.

Os taxistas em Lisboa, no Porto e em Faro mantém-se hoje em luta para travar a lei que regulamenta as plataformas eletrónicas de transporte de passageiros, como a Uber e a Cabify, que entra em vigor em 01 novembro.

Depois de um protesto ordeiro, na quarta-feira, que parou cerca de 1.500 carros naquelas cidades, as pretensões dos taxistas não foram atendidas pelos grupos parlamentares, pelo que as associações representativas do setor decidiram manter o protesto hoje.

Os taxistas pediram aos grupos parlamentares para que seja iniciado o procedimento de fiscalização sucessiva da constitucionalidade do diploma que regulamenta as plataformas eletrónicas, legislação promulgada pelo Presidente da República em 31 de julho.