• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Pórticos desportivos ajudam geração conectada a ter hábitos saudáveis

15/09/2018 00:02

Tendo como principal objetivo o combate ao sedentarismo e “ligações” ao mundo virtual, o novo ‘Parque André Soares’ ontem inaugurado visa promover a actividade física e o convívio saudável entre colegas.

Foi com uma “energia contagiante” que os alunos começaram a manhã na EB 2/3 André Soares que ontem inaugurou o novo ‘Parque André Soares’.

Trata-se de um projecto vencedor do Orçamento Participativo Escolar 2018, que compreendeu a instalação de pórticos na EB 2/3 André Soares tendo como principal objectivo o combate ao sedentarismo. Os pórticos desportivos surgem como um estímulo para a actividade física e fomento do convívio saudável entre a comunidade educativa. “Este parque é um importante contributo para o crescimento saudável dos nossos alunos. Só o facto de os tirarmos do espaço virtual que eles vivem é muito positivo”, afirmou Graça Moura, directora do Agrupamento de Escolas André Soares, defendendo que “os nossos meninos precisam de ar livre, de brincar juntos, de jogar e criar relações de grupo porque cada vez se isolam mais no seu jogo, no seu telemóvel. Isto representa saúde para as nossas crianças”

O autarca Ricardo Rio assinalou com satisfação “uma iniciativa que lançamos há quatro anos trazer melhorias nas escolas do concelho”. À semelhança do que acontece no OP geral, a comunidade escolar Bracarense é chamada a gerir uma parte do orçamento municipal, apresentando projectos e iniciativas que, ao serem seleccionadas podem fazer a diferença em cada estabelecimento escolar.

O projecto ontem inaugurado foi idealizado por Tiago Pinto, um ex-aluno da EB 2/3 André Soares, que na altura enquanto representante da associação de estudantes entendeu que seria muito útil “ajudar os colegas a desligar do mundo virtual e dos telemóveis, para passarem a ter momentos activos e saudáveis durante o recreio”. “É este o espírito do OP, incutir nos cidadãos valores de cidadania participativa com a consciência de que todos podemos fazer a diferença. Este projecto do Tiago é a demonstração dessa cidadania em prol dos outros uma vez que apresentou uma ideia e não vai usufruir dela por já não ser aluno desta escola”, sublinhou Ricardo Rio.

Por seu turno a vereadora da Educação realçou a participação e a adesão da comunidade educativa ao Orçamento Participativo Escolar com o objectivo comum de construir uma escola melhor.