• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Mundial2018: Fase de grupos é o momento mais crítico, diz Fernando Santos

21/06/2018 14:17

O selecionador Fernando Santos disse hoje que a primeira fase “é o momento mais crítico” no Mundial2018, admitindo ainda que está mais entusiasmado com os resultados do que com as exibições.

“Esta primeira fase, de passar aos oitavos de final, é o momento de maior pressão. Porque depois, a partir daqui, é tudo ou nada. É cada jogo, não pensas para amanhã, só para hoje”, justificou.

O empate 3-3 com a Espanha e o triunfo 1-0 sobre Marrocos, com quatro golos de Cristiano Ronaldo, merecem do técnico nota satisfatória, contudo o desempenho dos seus pupilos não atinge o mesmo nível de agrado.

“Quanto aos resultados, nota claramente positiva. Sete, seguramente. Sobre as exibições, seis. Portugal está em ótima posição para seguir em frente. Não estou satisfeito, conhecem-me bem, mas assino por baixo o resultado de quarta-feira para todos os jogos. Ponham aí: 1-0 sempre para a minha equipa. Assino já por baixo. Porém isso não significa que fico satisfeito”, advertiu.

Fernando Santos recorda que não é apenas Portugal a sentir problemas com opositores de menor dimensão, sublinhando o que tem acontecido, entre outros, com a Espanha – “com todos os jogadores de grande maturidade, tiveram um jogo extraordinariamente difícil com o Irão” -, Argentina ou Alemanha.

Entende que as diferenças entre seleções estão cada vez mais esbatidas e que no Mundial2018 teve apenas quatro resultados com vitória superior a dois golos, com os restantes a saldar-se pela vantagem mínima ou empates.

Contra o Irão de Carlos Queiroz, equipa que muito valorizou, recordando as “muitas dificuldades criadas à Espanha”, com quem perdeu 1-0, defende o pragmatismo da exibição em prol do resultado.

“É preciso perceber no jogo que é preciso tocar violino, mas também o bombo, pois também é muito importante”, avisou.

Diante dos iranianos, o técnico quer uma equipa com “equilíbrio”: “Agressivos, não deixar jogar, ganhar as disputas individuais, mais lances um contra um e mais capacidade ofensiva em campo”.

Portugal e Espanha partilham a liderança do grupo B com quatro pontos, seguidos do Irão com três, enquanto Marrocos ainda não pontuou.

Portugal e Irão defrontam-se na segunda-feira em Saransk, às 21:00 (19:00) em Portugal.