• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Nova confederação de Economia Social junta nove entidades do terceiro setor

20/06/2018 00:02

A Economia Social vai ter uma confederação que junta nove entidades representativas de áreas como misericórdias, mutualidades, cooperativas agrícolas ou instituições de solidariedade, um dos passos para que este setor possa participar na Concertação Social.

A Confederação Portuguesa de Economia Social, que será oficialmente criada amanha em Lisboa, terá nos próximos dias uma assembleia-geral para eleger os seus órgãos sociais para um mandato de quatro anos.

A nova confederação tem por objetivo principal a promoção e defesa da Economia Social e dos interesses das associadas, quer junto das instâncias nacionais, quer internacionalmente.

O chamado terceiro setor é responsável por cerca de 6% do emprego gerado no país – 250 mil postos de trabalho – e 2,8% da riqueza criada, segundo dados citados no comunicado.


Além da Confagri, constituem a Confederação Portuguesa de Economia Social a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), a União das Misericórdias, a União das Mutualidades, o Centro de Fundações, a Confederação das Coletividades, a Confederação Cooperativa Portuguesa (CONFECOOP), as Associações das Mutualidades e a ANIMAR - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local.