• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

PCP critica opção política de António Costa de preferir contratar a dar aumentos na função pública

14/05/2018 00:02

O líder do PCP criticou o primeiro-ministro por preferir contratar funcionários públicos a dar aumentos salariais, ironizando que é uma opção política e que continua a haver dinheiro para pagar uma dívida que não é pagável”.


Dizem-nos: têm razão, mas não há dinheiro”, improvisou Jerónimo de Sousa no seu discurso, comentando a entrevista do primeiro-ministro, António Costa, ao Diário de Notícias, em que disse preferir contratar funcionários públicos a avançar com aumentos salariais, como pretendem PCP e Bloco de Esquerda.

Jerónimo de Sousa propõe reduzir o horário de trabalho para as 35 horas semanais, por exemplo, e aumentar o tempo das licenças de maternidade e paternidade para 180 dias pagos a 100%, divididos por decisão livre do casal”, bem como o alargamento das licenças obrigatórias, da mãe para nove semanas e do pai para 30 dias”.