• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Um dia anormal em escolas do norte e centro devido a greve nas cantinas - ANDAEP

19/03/2018 17:17

Escolas do norte e centro do país viveram hoje “um dia anormal”, devido à greve dos trabalhadores das cantinas, com alguns estabelecimentos encerrados e outros sem capacidade para fornecer refeições, segundo dados recolhidos pelos diretores escolares.

“Tivemos escolas que não abriram. Algumas escolas do 1.º Ciclo funcionaram, mas os pais tiveram de ir buscar os meninos para lhes dar o almoço e levá-los novamente a seguir, o que lhes causa um grande transtorno”, disse à agência Lusa o presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima.

De acordo com a mesma fonte, nas escolas secundárias que não tiveram de fechar os alunos já foram prevenidos e levaram o almoço de casa ou almoçaram no café junto à escola.

“Viveu-se uma situação anormal no dia de hoje em muitas escolas”, referiu Filinto Lima, lembrando que os funcionários das cantinas “são muito poucos”, pelo que basta faltar um para impedir o normal funcionamento do espaço.

“Se faltasse hoje um funcionário, as cantinas não podiam abrir. Temos alertado muito para esta situação”, acrescentou.

Os trabalhadores da hotelaria, alimentação e bebidas iniciam hoje uma quinzena de luta, que começa com uma greve nas cantinas das escolas, empresas, hospitais e serviços do Estado, em defesa de aumentos salariais e salvaguarda de direitos.

Cerca de 50 trabalhadores das cantinas da região norte que hoje cumprem greve concentraram-se junto às instalações da AHRESP, no Porto, exigindo aumentos salariais dignos, que permitam “repor o poder de compra perdido entre 2010 e 2017”.

“Na região Norte mais de 90 cantinas escolares estão encerradas, no Centro mais de 80. Há vários institutos públicos e do Setor Empresarial do Estado [com cantinas] encerradas. Ainda não temos informação global sobre a greve, mas é maior do que a do dia 02 de novembro no Norte e também a maior greve de sempre no que toca ao setor escolar”, disse aos jornalistas o dirigente sindical Francisco Figueiredo.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting