• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Fernando Negrão é candidato único à bancada do PSD e corta ‘vices’ de 12 para 7

20/02/2018 18:17

Fernando Negrão é o único candidato à liderança parlamentar do PSD e apresentou uma lista à direção com sete vice-presidentes, cinco dos quais apoiaram Rui Rio, cortando quase para metade o número de ‘vices’.

O prazo para a entrega de listas às eleições da direção da bancada do PSD, que se realizam na quinta-feira entre as 15:00 e as 18:00, terminou hoje às 18:00 e, de acordo com fontes sociais-democratas, apenas Negrão entregou uma candidatura.

Da anterior direção de bancada transitam Adão Silva, que será o primeiro vice-presidente, António Leitão Amaro - ambos apoiantes de Rio nas diretas - e Margarida Mano, que não tomou posição na campanha interna.

Negrão escolheu ainda como novos ‘vices’ os deputados Emídio Guerreiro (eleito por Braga), Carlos Peixoto (Guarda) e Rubina Berardo (Madeira), que estiveram ao lado de Rio contra Santana Lopes, e António Costa Silva (Évora), que não tomou posição na campanha interna.

O candidato único à direção da bancada é, assim, o único elemento da direção da bancada que apoiou Pedro Santana Lopes na campanha interna.

Para secretários da direção, Negrão propôs a deputada Clara Marques Mendes, que já ocupava este cargo, bem como os deputados Bruno Coimbra e Manuela Tender.

Hugo Soares tinha doze vice-presidentes: José Cesário e Margarida Mano eram as novidades em relação à anterior direção parlamentar de Luís Montenegro, da qual transitaram dez ‘vices` António Leitão Amaro, Carlos Abreu Amorim, Miguel Santos, Adão Silva, Amadeu Albergaria, Luís Leite Ramos, Sérgio Azevedo, Berta Cabral, Nuno Serra e Miguel Morgado.

Hugo Soares foi eleito em 19 de julho do ano passado, para um mandato de dois anos, com 85,4% de votos, correspondentes a 76 votos favoráveis, 12 votos brancos e um nulo, sucedendo no cargo a Luís Montenegro, que atingiu o limite de três mandatos consecutivos.

O deputado e ex-ministro Fernando Negrão anunciou na quinta-feira passada aos deputados que é candidato à liderança parlamentar do PSD, um dia depois do atual líder parlamentar, Hugo Soares, ter convocado eleições antecipadas para o cargo depois do presidente do partido, Rui Rio, lhe ter comunicado que gostaria de trabalhar com outra direção da bancada.