• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Antiga Triumph e Ricon são infeliz coincidência quando o têxtil bate recordes -

05/02/2018 09:42

A Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) aponta os recentes encerramentos da ex-Triumph e da Ricon como “uma infeliz coincidência” num dos “períodos mais positivos” do setor, que em 2017 atingirá exportações recorde de 5.200 milhões de euros.

As insolvências da antiga Triumph e da Ricon (Vila Nova de Famalicão) “acontecem precisamente num dos períodos mais positivos que o setor tem tido nos últimos anos: afirmou o diretor-geral da ATP, Paulo Vaz, em declarações à Lusa.
No caso do grupo Ricon, constituído por oito empresas cujo encerramento e liquidação foi decretado na semana passada pelo Tribunal de Comércio de Vila Nova de Famalicão, deixando no desemprego 800 trabalhadores, Paulo Vaz admite que a excessiva dependência face a um único cliente – a Gant – terá sido um, mas não o único, problema.

Neste contexto, a ATP vem desenvolvendo desde 2002 um programa de internacionalização apostado em “estimular o contacto e conhecimento de mercados alternativos”, no âmbito do qual a indústria têxtil e vestuário nacional participa atualmente em feiras no Japão, China, Argentina, Colômbia, Brasil, Canadá, Taiwan, Singapura ou Coreia do Sul.