• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

“Esperamos modificações no VAR que venham melhorar a verdade desportiva” - António Salvador

11/01/2018 21:42

O presidente do Sporting Clube de Braga desejou hoje em Fátima, no final de uma reunião com o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, que as alterações previstas na utilização do videoárbitro melhorem a verdade desportiva.

António Salvador considerou o encontro importante e fez um balanço positivo da reunião, onde estiveram presentes 16 clubes da Liga de futebol, incluindo FC Porto, Sporting e Benfica - só Paços de Ferreira e Portimonense não se fizeram representar.

A reunião correu muito bem, com todos os esclarecimentos que os clubes necessitavam, para algumas dúvidas que ficavam no ar, disse o líder do Braga, considerando que todos ficaram esclarecidos.

Sabemos que há coisas que têm de melhorar, e o próprio Conselho de Arbitragem reconhece que há questões que têm de melhorar no protocolo do VAR. Esperamos modificações venham melhorar a verdade desportiva, disse.

Para António Salvador, é natural que ao fim de seis meses [de funcionamento] de uma ferramenta nova, haja coisas que falham.

O Conselho de Arbitragem reconhece isso, sublinhou, considerando ser importante que sejam dadas explicações também à opinião pública, porque por vezes os adeptos que estão na bancada veem uma interpretação do VAR ou do próprio árbitro e não percebem qual a decisão e as instruções que há.

António Salvador continua a considerar o VAR uma ferramenta fundamental para a verdade desportiva, mesmo que tenha havido decisões que entende terem prejudicado o Sporting de Braga. É com isso que temos de conviver.

Já o presidente do Marítimo dá um cartão verde esperança ao novo sistema de auxílio ao ajuizamento dos jogos de futebol.

Já várias vezes fui penalizado e várias vezes fui beneficiado. Também já fui penalizado por jogadores nossos que perderam a bola e deu golo na nossa baliza... Portanto, há situações que temos de atenuar, referiu.

As explicações do Conselho de Arbitragem dadas em Fátima fizeram Carlos Pereira mudar de opinião em relação a alguns lances que aconteceram com o Marítimo na primeira volta. Mas há situações em que temos de ver evoluído o protocolo do VAR.

Vamos caminhando para a evolução e melhoria do que é futebol português. Todos juntos podemos seguir um caminho melhor para o futebol português. Os casos não vão acabar, mas podemos atenuar alguns, afirmou o responsável do Marítimo.

No final da reunião, que demorou cerca de três horas, António Salvador saiu com a ideia de que a segunda volta da Liga vai ser mais serena.

É que, além do funcionamento do VAR, só o facto do Conselho de Arbitragem não divulgar no início da semana as nomeações para o fim de semana seguinte, é uma forma de não arranjarem os ditos comentadores ligados aos clubes - nomeadamente aos outros três [grandes] - para que não possa haver pressão, concluiu.