• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Norte investe 47ME e aumenta para 12.200 as admissões em cuidados continuados

04/01/2018 15:17

A região Norte vai aumentar a resposta da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) para 12.200 admissões anuais, devido a um investimento de 47 milhões de euros em 237 novas camas, revelou hoje a Administração Regional de Saúde.

Em comunicado, aquela entidade explica que este “alargamento da resposta” vai ser o resultado dos contratos a assinar na sexta-feira com a associação Kastelo, em Matosinhos, o Centro Paroquial de Promoção Social e Cultural de Darque, em Viana do Castelo, DELAPO (Acolhimento, Apoio e Assistência Social de Delães, Ldª), de Braga, bem como com as misericórdias de Bragança, Mirandela, São Miguel de Refojos (Cabeceiras de Basto) e Vale de Cambra.

No total, estas entidades vão ter mais 237 camas para cuidados continuados, devido a um “compromisso financeiro anual da RNCCI para a região de aproximadamente 47 milhões de euros”, descreve a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N).

“Com este investimento, a região Norte aumenta a sua capacidade de resposta para 12.200 admissões na RNCCI por ano”, acrescenta a estrutura desconcentrada do Ministério da Saúde.

A mesma entidade esclarece que esta aposta é possível devido à “publicação do despacho nº 11482-A/2017, de 27 de dezembro”.

De acordo com a ARS-N, com “a formalização dos documentos”, as “entidades subscritoras e a população alvo passam a dispor de uma capacidade instalada mais alargada nas diferentes tipologias da Rede na região Norte”.

A ARS-N diz estarem em causa 32 camas no Centro Paroquial de Promoção Social e Cultural de Darque (Viana do Castelo), 27 camas na DELAPO (Acolhimento, Apoio e Assistência Social de Delães, Lda. (Braga) e 55 na Santa Casa da Misericórdia de Bragança.

A isto somam-se 42 camas na Santa Casa da Misericórdia de Mirandela, 31 na Santa Casa da Misericórdia de São Miguel de Refojos (Cabeceiras de Basto), 30 na Santa Casa da Misericórdia de Vale de Cambra e 20 no Kastelo.

Para dar luz verde a estes processos, o Ministério da Saúde/ARS-N e o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em cerimónia presidida pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, vão assinar novos contratos no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), na sexta-feira, pelas 11:00.