• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Deputados adiam para negociação contagem do tempo para descongelar carreiras

23/11/2017 00:02

O parlamento rejeitou as propostas para contar o tempo de serviço dos professores no descongelamento de carreiras, aprovando apenas a proposta socialista para que essa questão seja negociada com os sindicatos, tendo em conta os recursos disponíveis.

Durante o primeiro dia da votação artigo a artigo do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018) e das propostas de alteração, o voto contra do PS bastou, dada a abstenção do PSD e do CDS-PP, para rejeitar as propostas do PCP, Bloco de Esquerda (BE) e partido ecologista `Os Verdes` para contar o tempo de serviço das carreiras cuja progressão depende disso, como é o caso dos professores.

Assim, os deputados acabaram por aprovar apenas, com a abstenção do PSD e do CDS-PP, a proposta do PS para sobre a forma como o tempo de serviço nas carreiras especiais da Administração Pública, entre elas a dos professores, conta para a progressão seja definida em processo negocial e tendo em conta a sustentabilidade e compatibilização com os recursos disponíveis.

Os trabalhadores da Administração Pública têm as carreiras congeladas desde 2011 e, a partir de janeiro do próximo ano, quem reuniu as condições durante os sete anos de congelamento, terá agora direito a progredir, segundo a proposta de lei de OE2018 do Governo, que também foi aprovada ontem.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting