• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Marselha anuncia rescisão de contrato de Evra depois de pontapé em adepto

03/11/2017 21:17

O Marselha anunciou hoje ter rescindido contrato com o futebolista francês Patrice Evra, em resultado dos incidentes de quinta-feira à noite, na visita ao Vitória de Guimarães, em que o lateral pontapeou um adepto do clube gaulês.

Em comunicado, o clube francês, que na quinta-feira saiu derrotado (1-0) de casa dos minhotos, em jogo do grupo I da Liga Europa, anuncia que Evra foi “despedido com efeitos imediatos”, após uma reunião com o presidente do emblema, Jacques-Henri Eyraud.

Além disso, o francês foi convocado para uma audiência com vista a uma possível sanção disciplinar.

Também os adeptos são visados no comunicado, em que o clube aponta o dedo ao “comportamento inaceitável da parte de uma mão cheia de provocadores, que gritaram ataques de ódio bastante sérios contra o jogador”.

“Como jogador profissional e experiente, Patrice Evra não podia ter respondido de forma tão inapropriada”, continua o documento, em que o clube garante que vai continuar a investigar o caso e “usar todos os meios legais à disposição contra os indivíduos que, sob o disfarce da paixão pelo Marselha, colocam em perigo a reputação do clube”.

A UEFA já abriu um inquérito aos incidentes da partida, com vários pontos de análise para a reunião e decisão do seu Comité Disciplinar, em 10 de novembro, tais como conduta violenta, invasão de campo por adeptos, material pirotécnico e distúrbios, no lado dos franceses.

Na nota, a UEFA menciona também a invasão de adeptos em acusação direcionada ao Vitória de Guimarães, sendo o clube o anfitrião do jogo do grupo I da Liga Europa de futebol.

Os adeptos e os jogadores do Marselha, no qual alinha o português Rolando, envolveram-se em agressões no relvado do Estádio D. Afonso Henriques antes do jogo para a Liga Europa de futebol entre a equipa francesa e o Vitória de Guimarães, que os vimaranenses viriam a vencer por 1-0.

As agressões começaram cerca de 25 minutos antes do início do jogo, com alguns dos cerca de 500 adeptos franceses a invadirem o relvado a partir da bancada norte do recinto vimaranense, tendo começado a agredir alguns dos jogadores mais próximos, o que levou o resto do plantel a acorrer ao local.

Durante os confrontos, Evra, lateral-esquerdo internacional pela seleção francesa que tem sido alvo de críticas pelo rendimento que tem apresentado, atingiu um dos adeptos com um pontapé e, mal o confronto foi sanado, dirigiu-se de imediato com dois colegas para o balneário, tendo sido depois expulso ainda antes do início do encontro.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting