• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Município de Amares mudou de cor política mas não vai mudar de rumo - presidente

12/10/2017 13:17

O presidente reeleito da Câmara de Amares, Manuel Moreira, afirmou que o município “mudou de cor política mas não vai mudar de rumo” e apontou o saneamento básico como uma das “grandes prioridades” para o novo mandato.

Em declarações à Lusa, Manuel Moreira, que é empossado no sábado, disse ainda que os cinco eleitos pela coligação PSD-CDS vão ter pelouros, embora dois possam ficar como vereadores a meio tempo.

“Os eleitores disseram claramente que estavam satisfeitos com o rumo trilhado no mandato que agora termina e é esse rumo que vamos continuar. Amares mudou de cor política mas não vai mudar de rumo”, sublinhou.

Nas Autárquicas de 2013, o PS, com uma lista encabeçada por Manuel Moreira, ganhou as eleições para a Câmara de Amares, mas sem maioria absoluta.

Na altura, o PS elegeu três vereadores, um movimento independente elegeu dois e a coligação PSD-CDS outros dois.

Em outubro de 2015, Manuel Moreira exonerou de funções o seu vice-presidente, Jorge Tinoco, líder da Concelhia socialista, por alegada falta de confiança política.

Para o seu lugar, escolheu Isidro Araújo, que tinha sido o cabeça de lista da coligação PSD-CDS.

Entretanto, Manuel Moreira desfiliou-se do PS e, nas eleições de 01 de outubro, apresentou-se, como independente, à frente da lista da coligação PSD-CDS, tendo como número dois Isidro Araújo e como número três Cidália Abreu, que em 2013 também sido eleita vereadora pelo PS.

Acabou por alcançar maioria absoluta, conseguindo cinco mandatos, contra um do PS e outro da lista independente.

Além do presidente, Isidro Araújo e Cidália Abreu manter-se-ão como vereadores a tempo inteiro.

Vítor Patrício e João Esteves também terão pelouros, mas deverão ficar como vereadores a meio tempo.

“Todos os eleitos merecem ficar com pelouros e todos fazem falta para trabalhar por Amares”, referiu Manuel Moreira.

Uma das “grandes prioridades” será a construção de uma rede de 37 quilómetros de saneamento básico, desde Figueiredo a Caldelas, num investimento de 4,5 milhões de euros.

“Teremos também apostas fortes no turismo e na captação de empresas e criação de emprego”, adiantou o autarca reeleito.

Para Manuel Moreira, o resultado eleitoral em Amares é “a prova provada” de que, sobretudo para as autárquicas, os eleitores “votam nas pessoas e não nos partidos”.

“Os eleitos votam nas pessoas que conhecem e que lhes inspiram mais confiança, independentemente dos partidos por que concorrem”, vincou.

Destacou ainda o facto de a coligação PSD-CDS ter conquistado a maioria absoluta em cada uma das 16 freguesias do concelho.

“Com todos a remar na mesma direção, estão reunidas as condições para um mandato ‘em cheio’ para o concelho e para cada uma das freguesias”, rematou.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting