• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Sétimo Festival Internacional de Polifonia Portuguesa arranca na quinta-feira

30/08/2017 18:02

O VII Festival Internacional de Polifonia Portuguesa arranca na quinta-feira e quer proporcionar a melhor experiência possível apresentando o melhor da música feita em Portugal nos séculos XVI e XVII nos locais para os quais ela foi concebida.

Em declarações à Lusa, o diretor artístico da Fundação Cupertino de Miranda, Luís Toscano, responsável pela organização do evento que decorre até 10 setembro em vários monumentos do Norte do país, explicou que o festival atrai cada vez mais gente e que não se esgota na música.

Queremos proporcionar a melhor experiência possível e só faz sentido apresentar este reportório nos espaços para os quais ele terá sido concebido, salientou o responsável.

Segundo Luís Toscano, o evento será uma espécie de viagem no tempo: Para esse efeito temos também visitas guiadas aos espaços, feitas por especialistas locais, que meia hora antes dos concertos levam o público pelos espaços onde vão ser dados os concertos.

O responsável destacou ainda que o objetivo é divulgar a cultura aliando a música portuguesa aos espaços mais espetaculares da Europa daquele período.

Quanto ao balanço das seis edições do evento, Luis Toscano considerou que o Festival de Internacional de Polifonia Portuguesa tem crescido a cada edição.

O nosso objetivo tem sido amplamente conseguido. Temos atraído cada vez mais gente, há quem nos acompanhe desde a primeira edição, quem esteja em todos os concertos, em todas as visitas, nos seminários. Tem sido muito gratificante, referiu.

O festival começa, na quinta-feira, com um concerto da Cappella Musical Cupertino de Miranda (CMCM) com o organista Claudio Astroniona na Igreja de S. Lourenço, no Porto, às 18:30, havendo uma visita guiada ao local às 18:00.

Além daquela igreja, o festival passa pela Igreja de São Gonçalo, em Amarante, pelo Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, pela Basílica do Bom Jesus do Monte e Igreja de S. Vítor, ambas em Braga e pela Igreja de Santa Maria de Landim, em Vila Nova de Famalicão.

O programa completo pode ser consultado em http://festivalpolifoniafcm.wixsite.com/viifipp

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting