• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Norte 2020 permitiu investimento de 2 mil ME na região desde o seu arranque

17/07/2017 00:02

O programa Norte 2020 permitiu já um investimento de dois mil milhões de euros na região, alavancados em cerca de 1,3 mil milhões de euros de fundos comunitários que apoiaram mais de 3.500 projetos, anunciou a autoridade gestora.

Fazendo um balanço dos números do programa até 30 de junho, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), responsável pela gestão, destaca os cerca de 2.800 projetos de empresas aprovados e as “iniciativas de pequenas e médias empresas, que asseguraram um apoio de 665 milhões de euros do Norte 2020”.

“Este montante dirige-se sobretudo à construção, ampliação ou modernização de fábricas, mas inclui também projetos de internacionalização ou de lançamento de novas empresas”, assinala, em comunicado.

Segundo a CCDR-N, em termos de apoio a entidades públicas “há já perto de 800 projetos aprovados em matéria de investimento público, com financiamento assegurado de 525 milhões de euros”.

O grosso deste apoio, refere, “dirige-se a municípios com obras de alargamento ou modernização de escolas ou integradas nos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU), que incluem, por exemplo, beneficiação de bairros sociais, arranjos urbanísticos e ciclovias”.

Destacam-se, ainda, investimentos de universidades, politécnicos e entidades promotoras de I&D [Investigação e Desenvolvimento], bem como organismos públicos do setor da saúde, indica.

Com 1.798 projetos aprovados, que viram aprovados 618 milhões de euros em fundos Norte 2020, a Área Metropolitana do Porto ocupa o primeiro lugar em termos de apoios do programa, sendo que só no município do Porto foram aprovados 393 projetos.

Em segundo lugar, mas apenas com 482 projetos aprovados que representam 151 milhões de euros, está a Comunidade Intermunicipal do Ave. Segue-se o Cávado (448 projetos com 133 milhões de euros), o Tâmega e Sousa (263 projetos com 81 milhões de euros), o Alto Minho (165 projetos com 70 milhões de euros), o Douro (134 projetos com 54 milhões de euros), Terras de Trás-os-Montes (85 projetos com 34 milhões de euros) e Alto Tâmega (57 projetos com 23 milhões de euros).

Por projetos, em primeiro lugar está a criação de fundos de dívida e capital da Instituição Financeira de Desenvolvimento, conhecida como Banco do Fomento, com sede no Porto e com 70 milhões de euros já aprovados de fundos Norte 2020.

Seguem-se 10,2 milhões de euros para um programa de “Trabalho Socialmente Necessário” do Instituto do Emprego e Formação Profissional na Área Metropolitana do Porto.

Destaque ainda para o projeto de Reabilitação do Parque de Exposições de Braga com 8,8 milhões de euros e para o projeto de Remodelação e Beneficiação do Serviço de Urgência Polivalente do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho com seis milhões de euros.

Lançado em 2014, o Norte 2020 é o instrumento financeiro de apoio ao desenvolvimento regional do Norte de Portugal, gerido pela CCDR-N, que aplicará 3,4 mil milhões de Euros de verbas comunitárias

O programa integra o Acordo de Parceria “Portugal 2020” e o atual ciclo de fundos estruturais da União Europeia destinados a Portugal.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting