• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Euro feminino: Mónica Mendes espera que Europeu seja rampa de lançamento

11/07/2017 13:42

A internacional portuguesa Mónica Mendes, uma das apostas defensivas de Portugal para o Europeu na Holanda, espera que a estreia seja “uma rampa de lançamento” para o futebol feminino português.

“Que seja a rampa de lançamento para futuras presenças, não só em Europeus, mas quem sabe aqui a uns anos sermos presença em Mundiais e em altos patamares”, disse hoje a defesa no final de mais um treino na Cidade do Futebol, em Oeiras.

A quatro dias da equipa viajar para Oisterwijk, na Holanda, onde Portugal terá a sua estreia absoluta num Europeu feminino em seniores, a defesa portuguesa concorda que este é um acontecimento que fortalece a modalidade.

“Esta é a terceira vez que Portugal consegue estar numa fase final de um campeonato da Europa [esteve nos escalões de formação], é a primeira vez que consegue estar a nível sénior, o crescimento é notório, está aos olhos de todos”, sustentou Mónica Mendes.

Tem sido um crescimento que também teve reflexos na Liga portuguesa, com as estreias na última época de Sporting e Sporting de Braga, e com a Taça de Portugal, que levou num jogo feminino pela primeira vez 12.000 pessoas ao Estádio do Jamor.

“Tem-se notado no campeonato nacional, com as equipas grandes, especialmente nos grandes jogos temos tido mais afluência de pessoas, no final da Taça também tivemos muitos milhares, marcámos recordes, mas, mesmo assim, podemos fazer muito melhor”, defendeu.

Para a jogadora é um cenário que poderia ter maior impacto se as equipas ‘grandes’, um pouco à semelhança do que acontece em Espanha ou França, apostassem não só no masculino, mas também no feminino, o que permitiria, segundo a defesa, maiores ambições

“Se o Benfica, o FC Porto, o Sporting, o Braga (…) todos os outros grandes de facto conseguissem apostar no futebol feminino ia ajudar muito mais facilmente este crescimento, e poderíamos, em vez de ser num período de dez anos, se calhar seria em cinco anos, começar a pensar em coisas mais elevadas”.

A central, que também praticou karaté, modalidade que diz ajudar a manter a calma, deixou ainda uma análise ao primeiro rival no Europeu, a Espanha, seleção que Portugal defrontará a 19 de julho (18:00 locais) em Doetinchem.

“[A Espanha] É mais latina, gosta mais de ter a bola no pé, é muito técnica, é muito tática, vai ser um jogo muito difícil, como os outros dois também [com Escócia e Inglaterra], e o jogo delas passa muito por isso”, frisou a central.

A seleção portuguesa de futebol feminino prossegue até sábado o estágio na Cidade do Futebol, naquela que é a terceira semana de trabalho, antes de seguir viagem para a Holanda, onde jogará na fase de grupos com Espanha, a 19 de julho, Escócia, a 23, e Inglaterra, a 27.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting