• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Lucro da Sonae Sierra diminui para 15,9ME no 1.º trimestre

16/05/2017 17:42

A Sonae Sierra teve lucros de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, menos 4,2% do que em igual período do ano passado, informou hoje a empresa do grupo Sonae que faz a gestão de centros comerciais.

Em comunicado, através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae Sierra justifica esta queda no resultado com as “alienações parciais realizadas em 2016” de centros comerciais na Alemanha (Loop5), Espanha (Luz del Tajo) e ainda em Portugal (AlgarveShopping e Estação Viana Shopping), assim como à redução da participação no fundo de investimento Sierra Portugal Fund.

Contudo, diz, algumas perdas foram compensadas “pela abertura do centro comercial ParkLake (Roménia) em setembro de 2016”.

Quanto a outros indicadores, o EBIT (resultados antes de juros e impostos ou resultado operacional) registado no primeiro trimestre foi de 25 milhões de euros, neste caso apenas menos 1% face aos primeiros três meses de 2016, enquanto o resultado direto (EBIT deduzido de custos e impostos) subiu, em termos homólogos, 2% para 15,1 milhões de euros.

A empresa do grupo Sonae responsável pela gestão de centros comerciais dá ainda conta de que as rendas de lojistas subiram 7,8% na Europa, o que foi ajudado pela ParkLake, na Roménia. Já em base comparável, as rendas aumentaram 2,8%.

Quanto às vendas dos lojistas do portefólio (as vendas nas lojas dos centros em que a Sonae Sierra detém a totalidade ou parte do capital), registaram nos primeiros três meses de 2017 um crescimento de 4%, indica a empresa.

O presidente executivo da Sonae Sierra, Fernando Guedes de Oliveira, afirmou em comunicado que estes resultados mostram “uma gestão bem-sucedida e a qualidade dos centros comerciais da empresa” e que a “estratégia de reciclagem de capital continua a impulsionar novas oportunidades de crescimento”.

Quanto a investimentos, ainda do primeiro trimestre, a empresa refere que o fundo Oberia coop, no qual tem 10% de capital, “adquiriu dois ativos em Portugal – o Albufeira Retail Park e o hipermercado Continente do AlgarveShopping” e que também o Socimi Ores, um veículo de investimento participado pelo Bankinter e pela Sonae Sierra, fez os primeiros investimentos, destacando a compra de duas lojas da cadeia de artigos desportivos Forum Sport em Espanha.

Ainda relativo ao primeiro trimestre, a empresa informa que assinou “31 novos contratos de serviços de desenvolvimento e um novo contrato de gestão de centros comerciais para terceiros”.

Para o futuro, a Sonae Sierra disse hoje que o fundo Ores pretende investir cerca de 400 milhões de euros em “ativos comerciais (não residenciais)”, sobretudo em Espanha e Portugal, nomeadamente em “hipermercados e supermercados, ‘retail parks’ e comércio de rua em localizações privilegiadas”.

Quanto a projetos em desenvolvimento, diz a empresa que está a desenvolver centros comerciais em Marrocos (Centro Comercial Zenata) e Colômbia (Jardín Plaza, em Cúcuta) e também de um ‘designer Outlet’ em Espanha (Málaga), ao mesmo tempo que está a expandir operações em Espanha e Portugal, nomeadamente no NorteShopping (Matosinhos) e no Centro Comercial Colombo (Lisboa).

No caso do centro outlet em Espanha, a Sonae Sierra indica que resulta de uma parceria com a McArthurGlen, num investimento de 115 milhões de euros, estando prevista a abertura para 2018

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting