• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Dia Internacional do Jazz assinala-se no domingo por todo o mundo

28/04/2017 10:42

O Dia Internacional do Jazz, criado pela UNESCO para lembrar a importância deste género musical, celebra-se no domingo um pouco por todo o mundo e Portugal não é exceção.

A data criada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO, na sigla em inglês) foi assinalada pela primeira vez em 2012 para lembrar a importância do jazz e “o seu papel diplomático de unir pessoas em todos os cantos do globo”, como se lê na página oficial do Dia Internacional do Jazz.

Havana, em Cuba, é este ano a cidade anfitriã da iniciativa e, por isso, irá acolher o espetáculo All-Star Global, que irá juntar em palco mais de 50 músicos de jazz de renome internacional, entre os quais Herbie Hancock, Ivan Lins, Esperanza Spalding e Kurt Elling.

As celebrações em Havana começaram na segunda-feira, com várias atividades, como aulas, oficinas e ‘jam sessions’, a decorrerem em escolas, parques, clubes de jazz e centros comunitários em Havana e noutras cidades cubanas. Os festejos terminam no domingo com o espetáculo All-Star Global no Gran Teatro de la Habana.

O pianista e compositor norte-americano Herbie Hancock, embaixador da Boa Vontade da UNESCO, recordou na quarta-feira em Havana que o jazz serve de “ponte para unir culturas”, além de “fomentar o diálogo, a cooperação e criar uma coexistência pacífica”.

“Quem aprecia jazz sabe que este tipo de música serve de ponte para unir as culturas, é a ferramenta para fomentar o diálogo e a cooperação e criar uma coexistência pacífica”, afirmou.

Na mesma ocasião, a representante da UNESCO em Cuba, Katherine Müller, sublinhou “a perseverança e inesgotável riqueza” do jazz, bem como “a sua condição aberta, as suas possibilidades interpretativas e o seu caráter democrático”.

A Casa de la Cultura de Plaza, em Havana, onde as declarações de Herbie Hancock e Katherine Müller foram feitas, foi palco na quarta-feira de uma ‘jam session’ na qual participaram o pianista cubano Alejandro Falcón e o seu grupo, bem como estudantes do instituto de jazz norte-americano Thelonious Monk.

À semelhança do que se tem passado ao longo da semana em Cuba, para promover o Dia Internacional de Jazz há concertos, organizados por escolas grupos e músicos individuais, um pouco por todo o mundo, incluindo Portugal.

O Hot Clube de Portugal (HCP) assinala a data com uma festa dentro e fora de portas, na praça da Alegria onde o clube está sedeado. Assim, a partir das 15:00 haverá concertos dentro do clube e apresentações de alunos da Escola de Jazz Luiz Villas-Boas/HCP no jardim. No local estarão à venda discos da recém-criada etiqueta discográfica @Hotclube.

Para o mesmo dia, em Oeiras, está marcado um concerto do Mário Laginha Trio - Mário Laginha (piano), Nelson Cascais (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria) – no Auditório Municipal Eunice Muñoz.

A Associação Porta-Jazz, no Porto, assinala o dia com um concerto no sábado à noite do Ricardo Coelho Quartet - Ricardo Coelho (vibrafone), Mané Fernandes (guitarra), Bernardo Fesh (baixo) e Mário Costa (bateria) – na Sala Porta-Jazz.

Para o Jazz ao Centro Clube, 30 de abril é também o dia em foi constituído como associação sem fins lucrativos, em 2003, com o objetivo de dar continuidade ao trabalho iniciado com o Jazz ao Centro – Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra.

Este ano, para celebrar o seu 14.º aniversário e o Dia Internacional do Jazz, o Serviço Educativo do Jazz ao Centro Clube “leva o Jazz à rua, ao encontro de todos, e entre sexta-feira e domingo fará um périplo entre a Baixa de Coimbra e as Freguesias de Coimbra”, em parceria com o Conservatório de Música de Coimbra e a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra.

Em Águeda, decorre no sábado o festival Pauta Jazz com dois concertos: trio com o pianista cubano Victor Zamora, o contrabaixista Carlos Barretto e o baterista de origem brasileira Alexandre Frazão, no Cine-Teatro São Pedro; a cantora e flautista Luísa Vieira, o guitarrista Mauro Ribeiro, o contrabaixista Miguel Calhaz e o baterista Miguel Sampaio, no Pompéia Caffé.

Já o Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira, acolhe no sábado e no domingo do Jazz 24 - Ciclo de Jazz António Lamoso, com atuações da Orquestra Jazz de Matosinhos com a cantora Manuela Azevedo como convidada, e do Miguel Ângelo Quarteto.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting