• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Historiador dos EUA defende que Grécia deveria “engolir o orgulho” e deixar a UE

05/04/2017 21:17

O especialista em História grega Robert Wallace, da universidade norte-americana de Northwestern, no Illinois, defende que a Grécia deve engolir o orgulho e deixar a União Europeia para resolver os problemas financeiros que enfrenta.

Em declarações à Lusa, Robert Wallace, que participou numa conferência na Universidade do Minho sobre a história da democracia grega, considera que a eleição do líder do Syriza, Alexis Tsipras, como primeiro-ministro constitui uma espécie de armadilha porque o chefe de Governo de Atenas é pró-Europa, mas sabe que deve deixar a moeda única para resolver os problemas do país.

A minha visão é que a Grécia devia engolir o orgulho e sair da Europa e assim resolvia todos os problemas financeiros. A Grécia devia deixar o euro porque os gregos precisam de ter a possibilidade de desvalorizar a moeda conforme necessitarem, defendeu o professor universitário norte-americano.

No entanto, aquela que seria a solução, poderá vir a ser, afinal, um novo problema: A Grécia é um país isolado no fundo dos Balcãs, há orgulho envolvido. Eles [os gregos] consideram-se país da Europa, fundadores da Democracia, mas não têm indústria. Deixar a União Europeia pode ser ainda uma desgraça maior, avisou.

No contexto que descreveu, a eleição de Tsipras é uma espécie de armadilha.

O líder do Syriza apoia a Grécia na Europa, mas sabe que deviam sair da moeda única, defendeu o historiador.

A situação económica da Grécia tem vindo a agravar-se e o Governo liderado por Tsipras tem condicionado novas medidas de austeridade a um novo corte da dívida por parte dos credores internacionais.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting