• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Valença e Cerveira fazem 1.º plano conjunto do país para criar zona empresarial

21/02/2017 16:42

Os municípios de Valença e Vila Nova de Cerveira estão a elaborar o primeiro plano de pormenor supramunicipal em solo industrial do país para criar uma nova área empresarial conjunta de 140 hectares.

Em declarações hoje à agência Lusa, o presidente da Câmara de Valença, Jorge Mendes, sublinhou tratar-se de um plano pioneiro no país, uma vez que até agora, foram feitas apenas experiências ao nível de solos agrícolas.

Este será o primeiro plano de pormenor supramunicipal para solo industrial do país. A conclusão da elaboração do plano, já em curso, bem como a sua aprovação, deverá ocorrer num prazo de 18 meses, explicou o autarca social-democrata.

Em causa, disse Jorge Mendes, está a necessidade de os dois municípios vizinhos reforçarem o acolhimento industrial para a captação de novos investimentos.

Segundo Jorge Mendes, a nova estrutura vem ao encontro da crescente procura de solo industrial na região e às necessidades de desenvolvimento de um território que se reafirma, cada vez mais, como uma das grandes referências da Península Ibérica para a captação de investimentos industriais.

O autarca referiu que a oferta de solo industrial infraestruturado, a mão-de-obra cada vez mais qualificada, os acessos rodoviários por autoestrada e a proximidade a portos e aeroportos colocam Valença no topo dos locais de preferência dos grandes investidores.

O novo polo industrial ficará situado na parte sul do concelho de Valença e será desenvolvido em parceria com o município Vila Nova de Cerveira, ambos no distrito de Viana do Castelo.

Na envolvente, está localizado o aeródromo de Cerval e o aterro sanitário que serve os seis municípios do Vale do Minho.

A nova zona empresarial permitirá uma continuidade geográfica entre as áreas industriais já existentes nos dois concelhos que já iniciariam negociações com as entidades competentes por considerarem que, num futuro próximo, este polo será, absolutamente, necessário à projeção destes territórios.

De acordo com números da Câmara de Valença, segunda cidade do Alto Minho, atualmente estão garantidos, nas duas áreas empresariais do concelho, investimentos superiores a 30 milhões de euros, a concretizar nos próximos dois anos, em novas fábricas e na ampliação de unidades industriais existentes.

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting