• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Complemento Solidário atribuído a 161.701 idosos em janeiro, mais 1.660 que em dezembro

20/02/2017 18:02

O Complemento Solidário para Idosos (CSI) foi atribuído a 161.701 beneficiários em janeiro, mais 1.660 face a dezembro, representado um aumento de um por cento, segundo dados do Instituto da Segurança Social hoje divulgados.

Relativamente ao mês homólogo de 2016, houve menos 3.342 idosos a receberem esta prestação social, o que representa uma descida de 2,0%.

Segundo as Estatísticas da Segurança Social, atualizadas a 01 de fevereiro, sete em cada dez beneficiários do Complemento Solidário para Idosos são mulheres.

A maior parte dos beneficiários desta prestação social está concentrada nos distritos do Porto (26.149), Lisboa (23.810) e Braga (12.156).

O valor de referência do Complemento Solidário para Idosos foi fixado, este ano, em 5.084,30 euros por ano, 423,69 euros por mês, mais 2,11 euros face ao ano anterior.

Relativamente ao número de pensões de velhice, os dados indicam que foram processadas 2.035.027 em janeiro, mais 756 relativamente ao mês anterior, uma subida de 0,04%.

Comparando com o mês homólogo de 2016, foram processadas mais 11.282 pensões, representando um aumento de 0,6%.

Na Síntese de Informação Estatística da Segurança Social, o Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) refere que as pensões de velhice são as que têm maior expressão no total de pensões existentes no sistema de segurança social (68%) e que as mulheres continuam a constituir a maioria dos beneficiários (53%).

Foram ainda processadas em janeiro 239.168 pensões de invalidez. Considerando dezembro de 2016, registou-se uma ligeira redução de 0,3% (menos 789 pensões) e, tendo em conta o período homólogo, verificou-se um decréscimo de 4,1%, com menos 10.178 pensões atribuídas.

As pensões de invalidez representam apenas 8% do total de pensões do sistema de segurança social, sendo que mais de metade (53%) é atribuída a homens.

Os dados da Segurança Social apontam ainda um aumento no número de pensões de sobrevivência concedidas em janeiro, situando-se nas 717.642, mais 354 pensões do que no mês anterior.

Face ao período homólogo, observou-se uma descida de 0,2% (menos 1.617 pensões).

Representando 24% do total de pensões do sistema da segurança social, a maioria das pensões de sobrevivência foi atribuída a mulheres (82%).

mapa do site

2010 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: New-Consulting